Moda Imagem 2019

Aconteceu, nos dias 08 e 09 de novembro, a 4a edição do Moda Imagem. O evento, que já acontece ha quatro anos, trata-se de um encontro acadêmico de moda idealizado pelos integrantes do Curso de Produção de Moda da Escola Técnica de Artes (ETA) da Universidade Federal de Alagoas, UFAL.

O Moda Imagem 2019 aconteceu no novo prédio da ETA, recém-inaugurado. Contou com palestras, workshops, oficinas, mesas redondas e dois desfiles finais, trazendo convidados de outras partes do Brasil. Além disso, o evento também trouxe uma feirinha com exposição de marcas de alunos e ex-alunos do curso.

No primeiro dia, o evento iniciou com workshops sobre moda. Um destes foi o de maquiagem beach wear idealizado pelo professor Alex Cerqueira que impressionou os participantes com o cenário criado e com o seu conhecimento apurado do assunto. Os outros incluíram: customização ministrado pelo estilista Giulio Marques e Ilustração com aquarela pela Professora Mestra Pollyana Isbelo.

Em seguida, palestras sobre diversos assuntos dentro da moda, foram elas: Consumo de moda nas classes populares, palestrada por Nido Farias, mestre em sociologia; Fotografia de moda ministrada pelo fotografo fundador da Escola Criattiva, Gabriel Moreira e Posicionamento para marcas de moda, ministrada pela designer de moda Kamilla Augusto.

O dia foi encerrado com duas mesas redondas. A primeira discutiu as etapas para uma produção de moda e a segunda reuniu influenciadoras digitais para discutir o mercado de moda no âmbito digital.

O segundo dia iniciou com três workshops: Moda para crianças, ministrada por Larissa Lins, que estimulou as crianças participantes a expressarem sua criatividade em peças de roupa; Moulage, lecionada pela Professora Mestra Andrea Almeida e Ilustração por Ricardo Antônio.

Em seguida, aconteceu uma série de palestras. A produtora de moda Yakini Rodrigues falou sobre Assessoria de Imprensa na Moda. Dudu Prates, que é mestre em Moda, Cultura e Arte pelo Centro Universitário Senac/SP, e representante da AUB – Arts University Boummouth – da Inglaterra no Brasil palestrou sobre o tema “Moda no museu” e a Administradora e Mestra em Gestão de Varejo, com formação em Personal Branding na Escola São Paulo, Isabella Alves, falou a respeito de Posicionamento de Marca.

  Ainda no segundo dia merece destaque a mesa redonda do grupo Ecoa moda – grupo que busca apoiar e inserir alunos e ex-alunos do curso de produção de moda que são pequenos empreendedores no mercado de moda alagoano – que discutiu sobre a construção e crescimento deste mercado e como auxiliar tais empreendedores em suas ofertas de serviços que permeiam as áreas de produção de moda, fotografia, design, modelagem etc.

Encerrando o evento, ocorreram dois desfiles de ex-alunos do curso. O primeiro, foi do Projeto Balsa, desenvolvido por Giulio Marques e Ana Carolina Carvalho, com trabalho inspirado nas fachadas da cidade alagoana de Porto de Pedras. A ideia do projeto surgiu durante a disciplina de Pesquisa e Tendência de Moda enquanto faziam um painel de inspiração com elementos alagoanos. O processo de criação foi totalmente baseado em vivencias na região fora do turismo tradicional. O objetivo do projeto consiste em incentivar novas formas de interpretar a cultura litorânea alagoana mostrando as riquezas de cores e culturas locais. “Vivemos em um estado inspirador” Diz a estilista.

Finalmente, o lançamento tão esperado da marca Derravera que busca trazer um novo significado do que é ser uma marca de moda. Desenvolvida primeiramente como uma marca de acessórios para o projeto de TCC dos ex-alunos Manoel Afazelo e Andressa Ferreira, procura alternativas de criação que vão contra o imediatismo tão impregnado na moda atual. Seus processos são lentos e inovadores como o tingimento, a pintura e até fixação totalmente natural das cores. Os resultados das peças dependem da natureza e por isso é necessária uma certa sensibilidade para realmente apreciar todo esse processo longo e árduo em busca da permissão da mãe terra para transforma-la em arte vestível.

O desfile foi, no mínimo, comovente. Todos que presenciaram sentiram algo de diferente quando aconteceu. Foi criada uma atmosfera onírica com o uso da iluminação, musicalidade e trajetos dos modelos.

Luminárias criadas em parceria com a marca Flor de Caroá iluminaram as roupas de alguns modelos que a carregavam, todas desenvolvidas a partir de cabaça – matéria-prima da marca – trouxeram o sentimento nordestino que compartilha com a Derravera.

A música escolhida November de Max Ritcher foi a melodia perfeita para provocar a emoção causada nos espectadores com um violino que começa em uma mansidão e cresce para um ritmo frenético estimulando todos os sentidos do público.

Em relação aos modelos, trouxe um casting diversificado com modelos negros, transsexuais, gordos, magros, andróginos, mulheres e homens que caminharam de forma interativa entre os espectadores. Os sapatos foram uma parceria com a marca alagoana Spell, também com uma proposta conceitual. As joias, que foram proporcionadas pela ilustre Caleidoscópio acrescentaram ainda mais esta sensação de arte com toda a delicadeza das formas e cores das peças que causaram um lindo contraste com as roupas. Roupas tais que cativaram a atenção de todos com sua delicadeza e sensibilidade. A mais nova marca alagoana promete seguir firme e inovando sempre baseada em seus princípios.

Posso concluir considerando que o Moda Imagem 2019 continua crescendo a cada ano, em qualidade e estrutura. O evento ganhou uma diversidade de ações como workshops, palestras e desfiles, além de uma feira dedicada a alunos e ex-alunos do curso. Tudo isso com organização e sofisticação, e, se pudéssemos expressar em duas palavras, eu arriscaria dizer: moda e inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.