Tamanho é documento?

Foto: Charles Deluvio - Unsplash

A grande importância ao tamanho do pênis se dá devido à necessidade de autoafirmação, de atestar a masculinidade. Contudo, existe uma melhor explicação para entender esse processo natural. O homem, normalmente, precisa mostrar-se grande, superior, inofensivo, forte… Seu falo (pênis) é inconscientemente uma arma. Se pequeno, como ser um super homem? Que responsabilidade tão grande e que efeito devastador à psique masculina!

O mais legal de tudo isso é poder, de forma clara e bem natural, desmistificar que tamanho nunca, jamais foi e nem será documento, ou seja, o principal critério para se avaliar uma pessoa ou coisa. Seria simplório demais afirmar que só são felizes homens avantajados. Há uma infinidade de tamanhos e de formatos penianos. Inclusive, sempre há uma tampa para a panela… Feliz o homem que sabe o que fazer com o seu membro.

A autoestima é a grande arma do homem inteligente, que se gosta e se curte independentemente do tamanho do seu falo. Enfim, para a grande parte das mulheres, mais gostoso é estar com um parceiro que saiba o que fazer com ele.  Por isso, as preliminares são imprescindíveis e muitas vezes indispensáveis para a mulher e para a relação a dois! A penetração em si, que é a cereja do bolo para o sexo masculino, é coadjuvante para a fêmea.

O corpo humano é sexuado do fiozinho do cabelo ao dedão do pé… Somos um alfabeto inteiro a descobrir letra por letra, então, por que se deter apenas a uma delas? Eis a questão, queridos leitores: a sexualidade é muito mais do que pensam, vai muito mais além do que imaginam e dá muito mais prazer do que a maioria acredita. Alguns homens, ao constatar que o comprimento do órgão está abaixo da média, podem desenvolver problemas de autoconfiança.

Verdadeiramente, não vejo preocupação para tanto, isso é apenas uma cobrança social, já que a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera um pênis pequeno aquele que mede menos de 4 cm. Então, se você está se perguntando se o seu é pequeno ou não, saiba que a média brasileira é de 14 cm. A cavidade vaginal tem entre 8 e 10 cm. A região erógena está localizada a cerca de 3 a 4 cm da entrada do estojo vaginal. Portanto, se o pênis é maior que 4 cm, ele é capaz de proporcionar prazer à mulher, basta saber fazer.

E tem mais um detalhe que não se fala normalmente. A vagina de cada mulher difere uma da outra, sim, na forma, na cor, além do tamanho e da profundidade. Ou seja, é bem mais comum que o pênis seja mais espesso e faça mais diferença no prazer dessa mulher, pois as terminações nervosas da entrada da vagina comparam-se à da glande do pênis. É aí onde ela sente mais o êxtase, o encantamento do delicioso orgasmo que está por vir! Lembremos também que apenas 20% das mulheres sentem prazer com a penetração, e a grande maioria precisam, literalmente, de uma mãozinha para chegar lá. Com a estimulação do clitóris, tudo fica mais fácil.                                              

Foto: Charles Deluvio – Unsplash

Mas o que seria o pênis normal?

Deixando de lado os aspectos anatômicos de normalidade, um pênis flácido mede de 5 cm a 10 cm de comprimento. O tamanho durante a flacidez não determina o tamanho durante a ereção. A medida é feita desde o ponto em que ele se encontra com o corpo (não com a pele) até a extremidade da glande. Se aplicarmos tração manual, o pênis ganhará de 2 a 5 cm. Masters e Johnson (1966) verificaram que o pênis médio em ereção mede de 12,5 cm a 17,5 cm. Um recém-nascido apresenta um comprimento médio de 3,75 cm.

O que é um pênis anormal?

Não há uma definição universalmente aceita. Um pênis flácido menor que 4cm ou um ereto com menos de 7,5 cm devem ser considerados pequenos. Entretanto, encontramos pacientes que se aproximam desses valores, mas possuem boa ereção e não têm queixas nos seus relacionamentos sexuais.

Quais as causas de pênis pequeno?

Causas hormonais por desordem de funcionamento dos testículos ou da hipófise podem interferir no desenvolvimento do pênis, bem como de toda a genitália masculina. Dentro desses casos, encontram-se desde o micro-pênis até a genitália ambígua. O pênis também pode ficar pequeno em consequência de traumatismos, queimaduras ou doenças adquiridas (doença de Peyronie), mas, geralmente, essas causas são raras. O mais frequente é que o paciente não esteja satisfeito com o tamanho do seu pênis, mesmo que o médico nada encontre de anormal.

Outro ponto a considerar é que homens com pênis grandes demais, além do considerado “normal” machucam suas parceiras. Depoimentos relatam que essas mulheres precisam urgente encontrar uma posição adequada para o coito, pois sentem o pênis tocar no colo uterino.

Foto: Sharon McCutcheon – Unsplash

Dica:

  • Explore o corpo da mulher, descubra as partes do corpo onde ela sente mais prazer e você vai perceber o que realmente faz diferença na hora H.                   
  • Muitas mulheres chegam mais fácil ao orgasmo através da estimulação do clitóris, então, aproveite. Capriche nas carícias e motive a mulher, ela quer ouvir que está bonita, que é gostosa. Aposte no sexo oral, pois as carícias irão contar mais do que a penetração em si. Quando chegar nessa parte, o tamanho não vai fazer essa diferença toda.   

Infelizmente, muitos profissionais pouco éticos se aproveitam da ansiedade e das dúvidas dos pacientes e indicam, sem nenhum critério, tratamentos que visam muito mais onerá-los do que realmente oferecer uma orientação científica. Os pacientes com dúvidas sobre o tamanho do seu pênis devem procurar profissionais qualificados, que poderão avaliar a situação e sugerir opiniões multidisciplinares, como de Urologistas, Sexólogos ou Psiquiatras.                          

Enfim, nós não devemos dar tanta importância ao tamanho do pênis. Devemos, sim, ficar atentos à educação sexual dos filhos, pois falar abertamente sobre o assunto é a melhor forma para desmistificar a sexualidade. O tamanho do pênis na vida dos homens cresce, na verdade, com eles, pois a cobrança social e cultural é imensa. Mas isso é uma grande bobagem, apenas a mania de ficar medindo e comparando com o dos outros (homem a-do-ra dar uma olhadinha discreta no do vizinho). Muitas vezes o seu é bem mais eficiente. Homens, invistam em técnica: o casal deve caprichar nas carícias e, claro, no clima de envolvimento, com trocas afetivas sexuais, jogos de sedução e fantasias. Isso, sim, fará toda a diferença!

Tags
Escrito por
Mais posts por Zoelma Lima

Agenda ESPM: Fique ligado nas datas e horários dos cursos

  19 a 21/03/2012 | 19h30 às 22h30 | Estratégias De Marketing...
Ler Mais