Carta da minha fé, para a sua fé.

Foto: Debby Hudson - Unsplash
A página de um diário amoroso, em um cenário de intolerância religiosa.

De: Axé

Para: Amém

 

“Sim! Eu sou diferente de você. Eu canto, danço, falo uma língua estranha… sim! Eu sou diferente de você.

Há bastante tempo que te observo e te vejo de longe. Numa noite em que estava a te observar, vi uma mulher que aparentava ser sua mãe, e ela gesticulava de modo a te repreender.

Entendo o turbilhão que está passando em sua cabeça e seus pensamentos, desde o momento em que te falei da minha fé. Não consigo medir o que está sentindo, do mesmo modo como você também não pode medir o que sinto quando preciso mentir minha religião para não sofrer preconceito ou sentir o peso dos olhares de repulsa.

Não estou frente a frente com você para saber o que está pensando. Por que faz essa expressão de repulsa? Eu não estou sujo, apesar de pisar no barro.

Por que deseja que eu queime no fogo do inferno? Se o que busco é apenas uma paz e melhorias para minha vida?

Por que tens medo? Se a ti não rogo nenhuma “praga” ou faço algum mal?

Já ouvi inúmeras vezes que eu não presto, que não sou gente, que mereço queimar no fogo do inferno, e até que sou bruxo, pelo simples fato de  praticar uma fé diferente da convencional, mas é nessa diferença que somos iguais, temos fé num Deus poderoso.

Eu te amo com todas as minhas forças Amém, por isso te deixo livre, sem interferências para que tire suas próprias conclusões.

Estou te escrevendo tudo isso, não para que tenha pena de mim ou para me engolir a força. Mas, para que, por um segundo, se coloque em meu lugar. Busque entender o significado da palavra empatia. Sentir a dor do outro, as angustias e entender o porquê de, às vezes , ter que mentir.

Eu acredito que o amor tudo vence, assim como diziam os poetas. O amor é forte, tudo crê, tudo espera e tudo suporta.

A sociedade hipócrita em que estamos vivendo, às vezes quer que tudo seja perfeito e que tudo fique bonito na foto. Mas a foto é uma simples representação daquilo que se quer, e não a realidade pura.

Amém, sinta-se livre para amar quem quiser, ser quem quiser, acreditando na pessoa que você é. Tens todo o tempo do mundo para organizar teus pensamentos. Sempre estarei aqui, com todo respeito, admiração e amor,

Axé!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.