Manifesto Talentos de Alagoas: nasce movimento para despertar o sentimento de pertencimento e orgulho em ser alagoano

“Não há quem não morra de amores pelo meu lugar”, já cantava o artista alagoano Eliezer Setton, alguns anos atrás. E esse apaixonamento pela terra dos marechais não se dá por acaso. Alagoas, para além das suas belezas naturais que tanto encantam os visitantes e do seu povo pra lá de hospitaleiro e acolhedor, é também berço de muita gente ilustre que fez história, cada um na sua área, e levou o nome do nosso estado aos quatro cantos do mundo. E assim como há tantos talentos já conhecidos Brasil afora que são filhos aqui das Alagoas, há também aqueles ainda desconhecidos do grande público, mas que são donos de um potencial capaz de provocar grandes transformações. E é justamente para despertar no povo alagoano o orgulho de carregar no peito a sorte de ter nascido no mesmo pedacinho de paraíso que toda essa quantidade de homens e mulheres tão bons no que fazem que surge o Manifesto Talentos de Alagoas.

Sim, porque é de Alagoas o proclamador da República Deodoro da Fonseca e a rainha do futebol mundial Marta. É alagoano um dos maiores juristas que o país já conheceu, Pontes de Miranda, e a médica que revolucionou o tratamento da psiquiatria do Oiapoque ao Chuí, Nise da Silveira. A música brasileira deve muito as composições e aos acordes multi-instrumentistas de Djvan e Hermeto Pascoal.

Na literatura, é raro quem não conheça a saga de Fabiano, Sinha Vitória e da cachorra Baleia, contada em Vidas Secas, de Graciliano Ramos, aquele quebrangulense que sempre foi sucesso de público e de crítica. E o que dizer de Jorge de Lima e sua “Nêga fulô”? E de Ledo Ivo, poeta, romancista, contista, cronista, ensaísta e jornalista que ocupou a cadeira nº 10 da Academia Brasileira de Letras? E a gente pode se encher de orgulho de ter nascido no mesmo lugar que o maior dicionarista que o Brasil já conheceu: Aurélio Buarque de Holanda.

Viu só quantos talentos que Alagoas possui? E se atualmente nós somos pouco mais de três milhões habitantes no estado, seria impossível contar quantos desses tantos são dotados de um dom ou de uma técnica profissional capaz de modificar vidas, ambientes de trabalho, empresas, organizações não-governamentais e até a nossa própria casa. E pode até ser difícil apontar quem são todos eles, entretanto, é bem fácil dizer, assertivamente, que somos muitos.

O orgulho de ser alagoano

E justamente para chamar atenção da população sobre o tanto de gente boa que nós temos por aqui é que nasceu o Manifesto Talentos de Alagoas. Formado por um grupo de profissionais dos mais diversos segmentos, o movimento quer fazer com que os outros estados e, consequentemente, empresas criadas lá fora, percebam que Alagoas é nascedouro de milhares de pessoas que desenvolvem, com maestria, as suas aptidões e competências.

Seja no ramo da cultura ou da comunicação, da medicina, da gastronomia, da engenharia e arquitetura, do mercado da moda, da educação, do esporte ou dos profissionais liberais, do campo… Para onde você olhar, tem alagoano exercendo sua vocação e ajudando a levar mais progresso e desenvolvimento para o ambiente ao seu redor.

Manoel Pinto, administrador de empresas e um dos participantes do movimento, explicou que a ideia de criar o Manifesto surgiu depois que ele e alguns amigos foram provocados sobre o assunto. “Numa conversa informal, perguntaram-nos: será que os alagoanos conhecem os talentos da sua terra? Será que eles têm orgulho desses profissionais tão bem-sucedidos? Diante da indagação, bateu-nos a inquietação e decidimos reunir essa gente boa. A intenção é que nos unamos num grande movimento para que consigamos viralizar o sentimento de ser alagoano. Queremos que todo mundo tenha essa sensação de pertencimento”, explicou ele.

Ricardo Santa Rita, empreendedor, completou o sentindo do Manifesto: “Alagoas tem muitas pessoas incríveis. E tem muito mais coisas também. Temos nossas riquezas culturais e somos donos de uma identidade única. Então, é reunindo tudo isso que desejamos atrair as conexões necessárias para um crescimento exponencial de povo alagoano, gerando, assim, crescimento socioeconômico para o estado de forma concreta e sistêmica”, disse.

“O Manifesto Talentos de Alagoas é do povo, para o povo e com o povo. Não há dono. E ele é  totalmente livre de ligações partidárias. E, o mais importante, é um movimento humanizado”, acrescentou Alberto Antunes, também empreendedor e mais um dos integrantes dessa iniciativa.

“A gente quer que todo alagoano deseje ser a sua melhor versão, aquela capaz de mudar a própria realidade e a daqueles que estão ao nosso redor. E para isso não basta que tenhamos um dom. É preciso termos acesso a informação, buscarmos conhecimento e capacitação, conseguirmos espaços para produzir esse trabalho. E com certeza há técnicos aqui para ensinar, a cada um de nós, tudo o que precisamos para desenvolvermos a nossa melhor performance. Vamos tocar esse barco juntos?”, convocou Manoel Pinto.

O poema do Manifesto

E já que a proposta é enaltecer os talentos alagoanos, o movimento decidiu eleger um poema para traduzir um pouco do sentimento que faz parte dos seus integrantes. Intitulado “Eu sou daqui”, ele é de autoria do poeta e cordeslista Hugo Novaes, que já ganhou o Brasil com o projeto “Um poema em 1 minuto”.

EU SOU DAQUI!

Sou sertão
Sou agreste
Zona da mata
Litoral

Eu sou palma
Sou fumo
Sou cana
Sou coqueiral

Eu sou o Gunga
Sou o Velho Chico
Sou peixe frito na Massagueira
O Acarajé no Alagoinhas
A carne de sol com macaxeira

Minha Paris é Paripueira
Meu caribe é Maragogi
O meu Cristo é lá em Palmeira
E só quem me entende é que é daqui

Eu sou daqui!
Sou o caldinho lá de Capela
Eu sou Viçosa, cidade bela
Sou Cajueiro
Sou Maribondo
Sou sol se pondo na Perucaba
Paixão de Cristo lá de Craíbas
Sou o Paraíba desaguando na Manguaba

Eu sou daqui!
Sou toda história lá de Penedo
Sou Francês de Marechal
Sou Praia das Conchas
Sou Poxim
Sou Pontal
Sou Canafístula
Sou Bananal

Eu sou daqui!
Sou São Miguel
Dos Campos e dos Milagres
O Azul do Céu espalhado pelos mares
Sou a Ilha da Croa
Sou o sururu da lagoa
Sou todo canto dessa terra tão boa…

Eu sou daqui!
Eu sou ALAGOAS!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.