É possível aproveitar período para repensar negócios e definir segmento para empreender

A pandemia do novo coronavírus está provocando muitas mudanças no mundo dos negócios. Em meio à crise sanitária, empresas e prestadores de serviços atravessam uma fase difícil de paralisação de atividades e de falta de faturamento. As medidas adotadas para conter o avanço da Covid-19 também estão desafiando empresários que precisam se adaptar e investir em estratégias de mercado inovadoras.

Apesar de afetar significativamente o mercado e a economia, a crise pode despertar a atenção de futuros empreendedores para novas oportunidades de negócio, além de conscientizar empresários a respeito de ações que precisam ser reavaliadas para que a empresa possa contribuir com a construção de uma realidade mais favorável para todos.

Para a analista da Unidade de Atendimento Empresarial do Sebrae em Alagoas, Ana Madalena Sandes, o momento é de reflexão e de pensar em iniciativas que possam contribuir com o desenvolvimento sustentável. “A quarentena é um momento para que todos reflitam como vão reescrever a sua história. Nós teremos a chance de repensar se queremos continuar da mesma forma. É preciso pensar além de negócios que buscam apenas o lucro, saber qual é o propósito da empresa e como contribuir com um negócio mais sustentável economicamente, ambientalmente e socialmente”, destacou.

“Os negócios de impacto social e ambiental nascem a partir da resolução de problemas socioambientais e não há momento mais oportuno para pensar em mundo menos desigual. Temos muitas situações e números preocupantes, onde o setor privado pode pensar solução e também poder ter lucro com isso. Os negócios de impacto funcionam da seguinte forma: 50% de propósito e 50% de lucro, afinal, estamos falando de negócios que precisam se manter”, complementou a Ana Madalena Sandes.

A analista do Sebrae relata, também, que alguns segmentos de negócio estão conseguindo obter bons resultados durante a crise ocasionada pelo avanço da Covid-19, como supermercados e farmácias, por exemplo, considerados essenciais à vida. Além disso, algumas empresas estão aproveitando o momento para se posicionar de forma positiva no mercado, encontrando meios de ajudar outros negócios a superar os efeitos negativos da pandemia.

O período de crise também pode ser favorável para avaliar as necessidades de mercado e definir o melhor segmento para começar a empreender. “Os novos empreendedores podem acompanhar as empresas que se reinventaram nessa crise, que inovaram e se reposicionaram diante do mercado. É bem importante olhar para o negócio e ver se ele tem sentido, se pode trazer algo novo, agregar valor”, disse a Ana Madalena Sandes.

Se o empreendedor já está no mercado e busca mudanças para o negócio, investir no relacionamento com o cliente pode ser uma boa estratégia para entender o que pode ser feito para melhorar o desempenho e a imagem da empresa. “Entrar em contato com o cliente para verificar se ele está bem, dizendo que seu negócio se preocupa com ele e achar um momento oportuno de perguntar como ele vê o seu negócio é bem importante para repensar estratégias”, explicou a analista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.