Kefir – origem, cultivo e receitas

O que é?

O kefir é uma bebida milenar, feita a partir da fermentação de colônias de leveduras e bactérias com água ou leite (a depender do tipo de colônias) e açúcar. O resultado é uma bebida levemente gaseificada e ácida.

Originário da região do Cáucaso, cordilheira localizada entre o mar Cáspio e o mar negro; Kefir; do eslavo, significa Bem estar. A lenda conta que Mohammed concedeu os primeiros grãos aos ortodoxos e os ensinou a usar e cultivar; lhes contou do poder de longevidade e da força que seria adquirida ao se alimentarem do fermentado.

De fácil preparo e cuidado, geralmente é cultivado em casa, os cuidados de higiene são super importantes para não ter contaminação dos grãos e manter a saúde dos mesmos. A ingestão diária da bebida feita a partir do kefir, garante diversos benefícios à saúde como fortalecimento da sistema imunológico, alívio de dores estomacais e bom funcionamento do intestino.

Atualmente, muitos estudos indicam que o intestino é peça fundamental para nosso bem estar, pois é a partir dele que se originam boa parte das doenças.

Algumas ressalvas: No processo de fermentação natural, o açúcar é consumido e resulta na água gaseificada e algumas vezes um pouco de álcool, então não é recomendado para crianças menores de dois anos, gestantes e pessoas que não possam ingerir álcool de jeito nenhum.

Aonde conseguir os grãos:

Você pode comprar pela internet, pode conseguir por grupos no Facebook ou na Moseria, aonde doamos grãos de kefir de água todos os dias!

Como preparar:

A receita de preparo do kefir é simples mas tem algumas regrinhas de ouro; como o

  • açúcar que DEVE ser mascavo e ORGÂNICO;
  • a água não pode ter cloro de jeito nenhum;
  • se o seu grão for de leite só pode ser cultivado com leite; se ele for de água só com água, ok?
  • os utensílios do kefir não podem ser de metal e devem ser utilizados somente para o preparo dele; afim de evitar contaminação e morte da colônia.
  • a troca de água é feita em média a cada 24h podendo ser feita em até 48h
    a proporção é: 2 col de sopa de kefir – 1 col sopa de açúcar mascavo – 300ml água

Não Gostei do sabor, e agora?

Pois é, o sabor não é dos mais agradáveis mas os benefícios são imensuráveis! Então vai aí algumas dicas:

Para tomar:
Misture com suco de uva ou maçã! Fica delicioso, lembra até um pouco vinho pois acrescenta o sabor de fermentado! Agora sucos como de laranja e limão, o sabor de fermentado do kefir trás a sensação no palato de “laranja passada”.

Você também pode usar em outros preparos em casa, assim facilita o consumo de quem não consegue lidar com o sabor!

A água fermentada do kefir é ótima para cozinhar e usar como substituta em algumas receitas! Ao invés de acrescentar o líquido indicado, use a água do kefir.
Gosto muito de trocar os ovos pelo kefir; por exemplo em bolos. Ao invés de ovos, ao final do preparo coloque a quantidade equivalente do fermentado e mexa delicadamente.
Nota: 1 ovo = 60 ml aproximadamente.
Em pães também fica incrível! Ele confere acidez a preparação e auxilia no processo de fermentação e crescimento da massa.

Deixo com vocês minha receita favorita de Pão de Kefir:

200g de trigo integral
500g de trigo tradicional
15g de fermento biológico fresco
100 ml de água de kefir fermentada
2 ovos
1 col. de café de sal
2 col. sopa de açúcar mascavo
Grãos à gosto (linhaça, chia, gergelim por exemplo)

Preparo:
01. Misture a farinha de trigo integral com 400g da farinha branca; adicione o sal, açúcar e as sementes.
02. Coloque sob uma bancada e abra um espaço ao meio da mistura.
03. Amorne a água do kefir e então com as mãos, quebre o fermento e vá dissolvendo até se desfazer por completo.
04. Coloque a mistura do kefir com fermento no meio da mistura das farinhas e, aos poucos, vá misturando com as mãos.
05. Depois de misturas tudo, coloque os ovos (de preferência em temperatura ambiente) e misture. Caso a massa esteja muito úmida acrescente farinha aos poucos.
06. Amassar bem a massa por aproximadamente 10 minutos; para que desenvolva o glúten e cresça.
07. Com um pano, cubra a massa e deixe descansar por 30m. Após esse tempo, separe em pedaços menores e uniformes; dê formatos longitudinais como baguetes e deixe descansar por mais 1h.
08. Asse em forno pré aquecido, 180• por aproximadamente 50 minutos.

E “Voi la!” Seu pão de kefir estará prontinho para consumo! Na geladeira dura cerca de uma semana e se congelado 1 mês.

Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais? Fala comigo pelo @restaurantemoseria ou vem pessoalmente tomar um café na Moseria: Rua José pontes Magalhães, 70 condomínio JTR, Jatiúca.

Tags

1 Comment

  • Amei!! Kefir é vida!! Quem usa nunca mais desusa (falo pro experiência própria): faço refrigerantes naturais, pãezinhos, ponho em grãos como aveia e em pastas. Tô feliz por ler esse texto e por ver esse assunto vindo à tona, conhecimento é poder. Gratidão e parabéns (pelo texto e pela doação do Kefir).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.