Saiba os cuidados com a pele ao entrar em contato com óleo das praias

Quem curte uma boa praia não perde a oportunidade. Basta o sol abrir que os banhistas estão lá para aproveitar o mar e cair na água. Mas o período requer cuidados. Nas áreas afetadas com o petróleo, que se alastrou pelos mares da região nordeste é importante ter atenção, caso entre em contato com os fragmentos de petróleo.

A recomendação vem da dermatologista Roberta Guedes, do Hapvida Maceió. O maior desastre ambiental registrado na costa de nove Estados do Nordeste pode afetar a saúde da pele de banhistas e de quem atua na limpeza das praias.

A médica alerta que o importante é evitar o contato direto com a substância, “mas caso haja o toque no produto e ele venha a grudar na pele é fundamental fazer a retirada imediata usando óleos vegetais ou minerais”, explica Roberta Guedes.

A região também deve ser lavada com água e sabão para eliminar qualquer resíduo na pele. A dermatologista ressalta que em caso do surgimento de vermelhidão, coceira ou irritação, o paciente deve procurar a assistência médica de forma rápida.

“Mesmo essa exposição pontual pode gerar uma queimadura química ocasionando uma dermatite de contato aguda sobre a pele, o precisa de tratamento médico e a orientação é procurar um dermatologista com urgência”, indica a especialista.

Limpeza nas praias

Para quem está trabalhando na retirada do óleo das praias é importante usar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como máscaras, botas, luvas, camisas de proteção. “Tudo que for prevenção ao toque com a substância deve ser adotado durante esse trabalho para evitar problemas de saúde”, finaliza Roberta Guedes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.