Construído ou na planta: confira dicas de como comprar seu imóvel

nature-park
Construído ou na planta: confira dicas de como comprar seu imóvel Quando se pensa em comprar um imóvel, logo surge a dúvida clássica: construído ou na planta? Ambas as opções possuem prós e contras, mas a resposta vai depender das necessidades de cada cliente.

Dentre os itens que podem ser definidores em uma transação, estão o preço e as opções de financiamento, além da finalidade da compra, que pode ser realizada tanto para a moradia imediata do indivíduo quanto para um investimento futuro.

No caso de imóveis na planta, o tempo de entrega do empreendimento também é um ponto a ser observado. Essa é a opção mais solicitada por quem tem ou precisa de tempo para se planejar financeiramente, como é o caso de jovens que ainda moram com os pais ou mesmo casais de noivos.  Muito importante ver a credibilidade no cumprimento do prazo de entrega da incorporadora que esteja ofertando o empreendimento.

“Os imóveis na planta são um ótimo investimento, oferecem rentabilidade muito superior a qualquer aplicação bancária. É possível comprá-los por uma entrada bem menor que a dos usados, pois o cliente tem o prazo de construção para pagar toda  a entrada e ainda obter uma rentabilidade em torno de 30%, já que o apartamento sofre valorização durante os dois ou três anos de construção”, opina o gerente de incorporação da construtora Moura Dubeux, Daniel Andrade Botelho.

Por outro lado, o Daniel Botelho destaca que, se os recursos para a compra ou para uma boa entrada já estão em mãos e a necessidade de ocupação é imediata, não há melhor opção do que a compra de uma unidade já construída. Nestes casos o cliente pode obter bons desconto junto as incorporadoras.
“Nesse caso, também há a vantagem de sentir o espaço pronto, as áreas comuns equipadas ou não, as vagas de garagem. Como isso não é possível com o imóvel na planta, é preciso conhecer o histórico da construtora que está realizando o seu sonho, pois além de atrasos na entrega das chaves, até itens básicos como esses podem não sair como no papel”, alerta.
Confira dicas gerais para a compra do seu imóvel nas duas situações:
– Conheça o histórico da construtora;
– Para a compra de usados, confira as pendências de condomínio, IPTU etc;
– Verifique em cartório se o que está sendo prometido é o que está sendo vendido, no caso de apartamentos na planta;
– Durante a construção, atenção para as parcelas que serão pagas a construtora, elas sofrem reajuste pelo Índice Nacional da Construção Civil (INCC);
– Enquanto espera as chaves, organize-se para os gastos com imposto de transmissão e registro e curta a sua casa própria!

Mais posts por Raissa França

13° Congresso Alagoano de Gestão de Pessoas acontece em Maceió

A Associação Brasileira de Recursos Humanos de Alagoas – ABRH AL realiza...
Ler Mais