A importância da mesa posta no contexto familiar

Interessante pesquisa realizada pela Universidade de Montreal acompanhou um grupo de famílias, ao longo dos anos, a fim de diagnosticar os benefícios físicos e psicológicos das refeições compartilhadas. 

O resultado mostrou que crianças que possuem o hábito de se reunirem à mesa com a família são mais ativas, menos agressivas, possuem melhores habilidades sociais e consomem alimentos mais saudáveis. A explicação da pesquisadora Linda Pagani é que as conversas à mesa entre familiares são “uma das melhores maneiras de a criança aprender interações sociais em um ambiente seguro e acolhedor”. 

A partir dessa pesquisa, percebemos a importância da interação à mesa para reforçar e construir valores fundamentais a nossa formação social. Afinal, é no nosso primeiro núcleo social – a família -, que aprendemos a amar, a compreender e a respeitar o próximo. E, também, a compartilhar uma refeição à mesa! 

Assim, que tal incentivarmos o hábito da refeição conjunta em nossas famílias? Sempre culpamos a falta de tempo e a correria do dia-a-dia como responsáveis pelos desencontros, mas tudo na vida requer organização e planejamento e com a mesa posta não é diferente. 

Se você realmente deseja incorporar este hábito na sua rotina, a primeira coisa a fazer é priorizá-lo. Estabeleça a sua família como uma prioridade! Sua família é a protagonista e a mesa posta fica com o papel coadjuvante para te auxiliar a cuidar dos seus. 

Comece usando as peças que você tem em casa, monte sua mesa com afeto e cuidado e use o que você já possui. Não guarde peças para ocasiões especiais, o hoje é o dia mais importante. Lembre-se mesa posta é antes de tudo um ato de amor! 

Uma forma de evitar atrasos no horário corrido da refeição é preparar a mesa no dia anterior, deixe tudo montado, todas peças posicionadas, depois cubra tudo com uma toalha, assim, na hora da refeição, a mesa já estará posta e isto te poupará tempo. 

Além disso, incentive as crianças a participarem do momento da refeição, atribua tarefas a elas, deixem que te ajudem a preparar a mesa. Elas se sentirão responsáveis e, sendo parte integrante do processo, terão mais interesse em sentar-se à mesa e compartilhar o alimento. 

Evite assuntos polêmicos, constrangedores e cobranças. Isso não é assunto para o horário da refeição. À mesa devemos tratar de assuntos leves, brincadeiras, conversas descontraídas e agradáveis, priorizando sorrisos e não “caras amarradas”. 

Se não for possível fazer todas as refeições juntos, selecione pelo menos uma, em comum acordo com os demais integrantes da família, assim todos participarão da decisão e terão mais compromisso com o acordo feito, ou seja, estar naquele horário em casa, não se atrasar, não trocar a refeição em família por outros compromissos. 

Mais uma vez, eu repito, não é difícil, mas é preciso priorizar e cultivar esse hábito, plantando a semente da união, do amor e da gentileza por meio do convívio ao redor da mesa. 

E aí, já te convenci a montar uma mesa hoje?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.